Como viajar com o dólar caro

real-e-dolar

Pois é, galera…hoje o assunto é polêmico e complicado!

O dólar subiu, subiu, subiu mais, e, segundo os economistas, vai continuar subindo. #tenso.

E aí Brasil, comofaz pra viajar em meio à essa crise? Aqui vão algumas dicas pra você tentar fugir do prejuízo:

 

Atualiza!

Como eu disse, os economistas apostam que o dólar vai continuar subindo (o mesmo tem acontecido com o Euro). Então, se seus planos de viajar são pra ontem, é melhor pegar do jeito que está e tentar fazer isso render de alguma forma. Com todo esse perrengue econômico dos últimos tempos,  pode demorar um tempo para que o valor baixe, então uma sugestão é não esperar muito. Por isso, é sempre importante que você acompanhe o noticiário pra ver como está o dólar.

Fique atento

Mesmo com o dólar subindo, algumas casas de câmbio estão mantendo o valor abaixo do mercado, com a intenção de lucrar mesmo. Procure algum câmbio próximo de você que esteja fazendo isso e aproveite essa brecha antes de comprar!

Google it

Agoramais do que NUNCA você não pode ter preguiça de procurar! Comece a cotar hotel, passeios e passagens (que normalmente são mais baratos fora de época –  é uma boa se você estiver desocupado). Algumas agências também oferecem desconto de 5% a 12% para quem paga a viagem à vista.  Joga no Google, pergunta pra mãe, pai, colega, irmão, agência de intercâmbio, grupo de Facebook, tudo.

Dinheiro ou cartão?

Na real, é sempre mais recomendável levar um cartão pré-pago com um valor inserido, pra facilitar o dia a dia (funciona quase do mesmo jeito que levar dinheiro, mas sem os problemas de segurança – furto e etc). E o IOF (imposto) é menor: 0.38%.

Já o cartão de débito leva vantagem na praticidade e segurança, mas com o IOF em 6,38% acabou se tornando uma opção bem cara (assim como o cartão de crédito, que tem a mesma taxa e ainda corre o risco de o dólar subir até o fechamento da fatura!).

 

E vocês, têm mais dicas? Quero ver nos comentários!

Posts Relacionados