As praias de La Romana, na República Dominicana

Oi galera! Meu nome é Mariana, tenho 25 anos, sou advogada, trabalho e moro em Campinas e claro, amo viajar.

Vou estrear aqui no EPM contando sobre minha última viagem, para a República Dominicana. Sei que o destino mais comum no país é Punta Cana, com seus muitos hotéis all inclusive, muita comida, bebida e festa.

Mas, por uma ajudinha do golf, paixão do meu pai, fomos para a cidade de La Romana, que fica a 50 minutos do aeroporto de Punta Cana. Ficamos no mega condomínio Casa de Campo, um complexo enorme de 28 km2que engloba um hotel maravilhoso e mais de 1.700 casas, além de uma marina, vários campos de golf, uma vila construída com inspiração mediterrânea, campo de polo, praia particular e tudo mais que alguém possa querer nas férias.

P1090689

Alugamos uma das casas e a experiência não poderia ter sido melhor. O site utilizado foi o http://www.vrbo.com/. Fomos em seis pessoas, meus pais, minha irmã e o namorado, eu e meu namorado. Caso vocês queiram mais informações sobre aluguel de casas, deixem nos comentários que faço um post sobre isso.

Hoje vou falar sobre as praias. Na região, são três, desde que você tenha acesso ao complexo Casa de Campo. Isso porque a Playa Minitas é particular e apenas pode ser utilizada por quem está hospedado no hotel ou alugando uma casa.

Playa Minitas: praia artificial, construída especialmente para integrar o Casa de Campo.

P1090698

Tem um restaurante, uma lojinha de luxo e serviço de praia, além de aluguel de standup, colchões flutuantes, passeio de banana boat, caiaque e pedalinho.

Os preços são extremamente altos (por exemplo, 4 dólares a água e 6 dólares a cerveja), e o serviço de praia nem é tão bom assim. O restaurante também deixa a desejar, mas vou falar sobre ele mais pra frente.

DCIM100GOPRO

A praia é pequena, linda e bem exclusiva. A oferta de cadeiras e guarda-sóis é grande e as toalhas são oferecidas gratuitamente e em abundância. Fiz snorkel por lá e consegui ver vários peixes coloridos e corais. É a praia mais prática pra quem está no complexo, pela proximidade e facilidade.

Playa Bayahibe: a mais famosa dessa região. Dela saem todos os passeios para as ilhas Saona e Catalina. Inclusive quem vem de Punta Cana, pega um ônibus até ela e depois, um barco.

Como todas as praias, tem aguas cristalinas e areia branquinha. Aqui, desde o momento em que você estaciona o carro, um garçom do restaurante da praia te acompanha, oferecendo serviços de mesas, guarda sol e cadeiras de praia. Pagamos 3 dólares por tudo.

IMG_2434

A partir daí, dá pra pedir cerveja, água e petiscos para ele. É engraçado porque cada mesa tem seu garçom. Os preços são bem mais amigos que na Playa Minitas, mas a qualidade deixa um pouco a desejar. Pedimos porções de lula e camarão e não estavam boas. Só dava pra comer a batata frita que vinha de acompanhamento.

A praia é bonita e extensa. Na parte de trás tem várias barraquinhas com artesanato local e minha mãe fez a festa, comprando esculturas pequenas de madeira e até um quadro que deu bastante trabalho para ser trazido para casa!

Vale demais a visita e fica a 20 minutos de carro de La Romana.

Playa Dominicus

Fica do lado de Bayahibe e é menos conhecida. Fomos em um domingo, então estava bem cheia, principalmente com a população local.

Ainda assim, pelo preço não tão amigo de 20 dólares, é possível alugar guarda sol e cadeiras e achar um espaço bem próximo ao mar.

IMG_2464

Também tem serviço de praia e os garçons trazem o pedido até a barraca. Também tem barraquinhas de artesanato e a maioria dos vendedores é bem amigável.

O mar, na minha opinião, é o mais bonito. Sei que é quase impossível diferenciar a beleza das praias de lá, são todas maravilhosas. Mas nessa, achei a cor do mar mais bonita. O Guilherme, namorado da minha irmã, fez snorkel e comentou ter visto até mini arraias. Lá também fica o restaurante Las Palmas, que foi a melhor experiência da viagem, mas que vai ficar pro post sobre restaurantes.

Ilha Saona

Esse passeio é o mais oferecido na República Dominicana. É bem fácil de contratar, através do hotel ou de várias agências na praia de Bayahibe. Pagamos 75 dólares por pessoa, com transfer incluído.

O passei se diz all inclusive, mas vou ser sincera: levar um lanchinho não é má idéia! A ida até a ilha é em um catamarã bem grande, com quase 80 pessoas. Tem água, coca cola e rum. E claro, dançarinas animando o pessoal. É meio cafona, mas engraçado.

IMG_2475

O catamarã, cheio de gente!

Chegando na ilha, os instrutores informam sobre o almoço, que é servido no melhor estilo bandeijão e tem salada, arroz, macarrão, frango e peixe. Se quiser comer lagosta, tem que pagar 20 dólares. Para beber, na ilha também tem coca cola, cerveja (horrível), água e rum.

A paisagem é linda, mas acabamos nem entrando no mar.

IMG_2506

A volta é em lancha rápida e chacoalha bastante.

Na minha opinião, é passeio bem “pega turista”, mas pode ser divertido se você levar tudo com bom humor!

Ufa. É isso! Já deu para perceber que meus posts serão longos, né? Ainda assim, caso vocês tenham qualquer dúvida, terei o maior prazer em responder com todos os detalhes.

Até quarta-feira que vem!