Dicas do que fazer em Moscou, na Russia – Da Vodka ou Skavuska

 Chegando em Moscou
  Os Aeroportos em Moscou são 3, e eu cheguei no menor deles, o Vnukovo (que apesar de ser o menor tem sua própria linha de trem). De lá, para chegar a cidade as opções são 3:
   Aeroexpress (o trem que custa 8 euros até o centro) saindo a cada hora. Se o trânsito não for um problema, pegue um ônibus até a cidade, agora se dinheiro não for a questão, é e só berrar TAXI na rua!
Metro ou museu?
Estacao de Metro em Moscou: Arte até debaixo da terra!

Os Russo podem orgulhar-se  – e muito-  de seu metro. Não apenas porque metade da cidade se move por debaixo da terra, mas se observar a arte nas paredes lindamente pintadas ou trabalhadas com mosaicos, e os detalhes dos lustres e a beleza dos ornamentos, verá que tudo é de alto bom gosto!

O que ė o Kremlin, afinal?  
Kremlin
Tanja (minha guia russa) na praça das igrejas
Praça Vermelha
      O que costuma vir a cabeça de qualquer pessoa ao ouvir a palavra Kremlin ė a figura daquela catedral colorida, ou talvez de uma torre vermelha… Mas isso ė – muito – pouco perto da grandeza moscovita.
     kremlin quer dizer “citadela” e foi la onde a cidade de Moscou teve seu inicio. Formada por palacios e igrejas, cada uma com sua propria história, decidir para onde olhar pode ser mais complicado do que se imagina.
Entrada da Praça Vermelha
    Ao lado do Kremlin, você encontra a Praça Vermelha e o famoso icone russo: A Catedral de São Basilio. Contruida entre 1555 e 1561, sob a ordem de Ivan IV da Rússia, para comemorar a captura de Kazan e Astrakhan. Dizem que Ivan ordenou que furassem os olhos de seu criador para que, nunca, tal beleza fosse reproduzida na historia.Vê se pode? A catedral ė formada pela junção de 7 torres na mais tradicional forma de cebola e com cores e texturas que prendem a atenção.
 Cuidado: apesar de linda e sintuosa por fora, lá dentro a falta de detalhes e o excesso de espaco em seu pé direito elevado, deixam o visitante a desejar.
   A Rússia ė muito mais que isso, muita história, grandeza em suas construções e um alfabeto único…tão único que meu maior conselho a qualquer viajante ė: Aprenda a ler em cirilico, isso pode salvar sua vida, principalmente ao procurar uma estação de metro, onde saber o inglês torna-se tão irrelevante como falar Russo no Brasil.
Mas Estevam, o que eu NÃO POSSO perder em Moscou???
  • Kitay-Gorod área com várias igrejas antigas e muitas história
  • Varvarka Street, rua que te leva até a Praça Vermelha
  • Praça Vermelha, o coração de Moscou
  • Catedral de São Basilio
  • GUM, o primeiro Shopping Center russo
  • Mausoleu do Lenin
  • Kremlin
  • Catedral de Kazan
  • Praça Manezhnaya e Hotel Moscow (que ilustra a garrafa da tradicional Vodka Stolichnay)
  • Jardim de Alexander
  • Cerimônia da troca de guardas
  • A Igreja central da Rússia: Cristo Salvador (a maior igreja ortodoxa do mundo)
  • Passear de barco pelo Rio Moscou e ter uma vasta visão da cidade
  • Visitar o Parque Gorky
  • Moscou City (o mais novo empreendimento imobiliario da Rússia)
  • Praça Europa
Matryoshka: O clássico souvenir russo que representa a profundidade da alma de cada cidadão.
  • Moscou vista do Gorky Park
Passeio de barco pelo Rio Moscou
Igreja Cristo o Salvador

Você sabia?

– Os cristãos ortodoxos russos, além de possuirem suas crenças únicas e arquitetura singular em suas igrejas, são os únicos que fazem o sinal da cruz com a mão esquerda?

– Vermelho, em russo, tambem quer dizer “bonito”, por isso que a Praça Vermelha tem esse nome (nada a ver com o Comunismo).

Mais dicas sobre Moscou?
Por Lucas Estevam