Volta ao mundo em 10 bebidas – o que é consumido em cada país

A cultura de um povo é construída e reconhecida a partir de tudo o que se relaciona a ele, considerando língua, vestimenta, alimentação, localização geográfica, comportamento, rituais, crenças, entre outras coisas.

Isso implica dizer que as bebidas também têm um significado importante na construção cultural de cada país.

Ainda que haja pequenas variações, aqui estão algumas das principais bebidas consumidas pelo mundo afora! Confira:

Cachaça (Brasil)

Indiscutivelmente, esta é a bebida mais brasileira que existe. Proveniente da cana-de-açúcar, a cachaça é a base do drink brasileiro mais conhecido no mundo, a caipirinha. Com a popularidade em alta, foi criado inclusive (pasmem!) um dia nacional da cachaça, dia 13 de setembro.

Pisco (Chile e Peru)

Trata-se de uma aguardente de uva, um destilado do sumo do vinho, cuja “paternidade” é disputada pelo dois países. Pode ser consumido puro ou em drinks, como o popular pisco sour, feito de pisco, limão e clara de ovo.

Tequila (México)

Feita a partir da agave-azul, uma planta típica do solo vulcânico da região, a bebida tem um aroma forte, que se modifica com o processo de envelhecimento. O destilado pode ser consumido puro, acompanhados de sal e limão ou em drinks.

Foto: reprodução

Sangria (Espanha)

Feita à base da junção entre uma variedade de frutas natuais e vinho tinto, a sangria está para os espanhóis assim como a caipirinha está para os brasileiros.

Foto: reprodução

Grappa (Itália)

Produzida a partir da fermentação do bagaço da uva, pode ser considerada um “subproduto” da produção do vinho e atinge altos teores alcoólicos. Geralmente é servida como aperitivo ou drink digestivo.

Champanhe (França)

Trata-se de um vinho branco espumante, feito a partir da fermentação da uva, cujo nome deriva da região onde é produzido, no nordeste da França.

Vodca (Rússia)

Na Rússia, beba como os russos: fria, mas não gelada, e num gole só. Apesar de ser um dos destilados mais consumidos no mundo, ninguém consome vodca como eles. Há o Museu da Vodca em Moscou, que estabelece os laços entre a cultural local e a bebida.

Saquê (Japão)

Assim como a maioria (maioria mesmo) dos alimentos japoneses, o saquê é feito a partir da fermentação do arroz. Geralmente, é consumido em grandes comemorações, como ano-novo ou casamento, e em temperatura ambiente – para que o sabor seja facilmente percebido.

Foto: reprodução

Cerveja (Austrália)

Assim como no Brasil, os australianos preferem a velha e boa cerveja. E de preferência, mais do que gelada.

Vinho (África do Sul)

Ainda que o licor Amarula seja conhecido internacionalmente por pertencer à África do Sul, o país tem sido considerado um dos mais importantes produtores de vinho recentemente, estando entre os 10 maiores do mundo.

E pra quem mora na região de Campinas e curte um bom vinho, que tal passar lá na Tokay Vinhos e no Uva  Bar pra conferir os rótulos novos da casa?