Somewhere Over the Rainbow – Dicas de Oahu, Havaí e Estados Unidos

Sim, como a maioria de todos os Brasileiros eu joguei futebol, mas a bola e eu não nos entendemos muito bem, então eu decidi tentar a sorte nas piscinas.

Depois de 12 anos contando azulejos, viajando por todo o canto do Brasil, fazendo amigos, eu resolvi expandir o meu horizonte para territórios estrangeiros. No dia 29 de Dezembro de 2011 comecei a minha jornada de quatro anos na pequena cidade de Reno, Nevada – nos Estados Unidos.

Downtown em Reno, Nevada. Foto tirada por Jow Furhman.

Downtown de Reno, Nevada. Foto tirada por Jow Furhman.

Entre muitas coisas boas que o esporte traz para um atleta, viajar com certeza é uma delas. No meu caso, a natação me deu a oportunidade de fazer as três coisas que sempre sonhei – morar no exterior, ser fluente em uma língua diferente da minha nativa, e nadar e competir num nível de alto rendimento.

Admito que não foi fácil chegar até aqui e que morar a 10 mil km longe de sua terra natal também não é fácil. Lembro que nas primeiras semanas de treino eu chorava muito porque eu não entendia direito o que eles falavam e pensava “Por que eu decidi vir pra cá?”.  Mas depois de dois anos e meio morando nos Estados Unidos o meu pensamento é “Ainda bem que eu decidi vir pra cá!”.

Além das amizades que eu fiz, tive a oportunidade de conhecer algumas cidades dos Estados Unidos através da natação. Entre os lugares que conheci o Havaí e San Diego estão no topo da lista, com certeza! Hoje eu vou contar um pouco sobre a minha viagem para o Havaí.

Foi a primeira viagem com o time que fiz nos Estados Unidos. Nós fomos em Janeiro de 2012 e ficamos na praia de Waikiki, na ilha de Oahu. Foram apenas quatro dias e quatro noites nessa ilha paradisíaca, mas que valeram muito a pena.

Essa foto com esses imensos prédios é a beira-mar de Waikiki. A praia em si não era das melhores por conta da grande quantidade de corais que ficam logo na parte rasa do mar, dificultando as pessoas de  irem pro fundo. Mas a praia é um ótimo lugar para tomar um sol, praticar esportes e relaxar.

Waikiki Beach em Oahu, Havaí.

Waikiki Beach em Oahu, Havaí.

Gramado enorme na beira-mar de Waikiki. Aqui as pessoas aproveitam o espaço para jogar frisbee, fazer atividades físicas ou relaxar.

Gramado enorme na beira-mar de Waikiki. Aqui as pessoas aproveitam o espaço para jogar frisbee, fazer atividades físicas ou relaxar.

Foi no Havaí que eu conheci o Paddle-boarding, esporte muito praticado na praia de Waikiki.

Foi no Havaí que eu conheci o Paddle-boarding, esporte muito praticado na praia de Waikiki.

A maioria dos nossos treinos foram realizados na Universidade do Havaí. Não consigo imaginar como as pessoas conseguem estudar/treinar morando numa cidade com tantos atrativos para distração.

Treino de musculação na Universidade do Havaí.

Treino de musculação na Universidade do Havaí.

Um dos dias mais legais que passei no Havaí foi quando fomos treinar em North Shore, Oahu. A praia é famosa por atrair surfistas do mundo inteiro, confesso que estava mais medrosa do que animada. Felizmente o mar estava calmo e quase sem ondas aquele dia. Corremos, nadamos e aproveitamos para curtir a praia.

Ashley (capitã do time à esquerda), e o Mike (técnico do time) analisando a distância da praia para corrermos.

Ashley (capitã do time à esquerda), e o Mike (técnico do time) analisando a distância da praia para corrermos.

Meninas tirando uma fot no mar após o treino que tivemos.

Meninas tirando uma fot no mar após o treino que tivemos.

Olha quem encontramos depois do treino descansando na areia! As meninas viram muitas tartarugas e peixes no mar enquanto estávamos nadando. Eu estava com muito medo para reparar em qualquer coisa.

Olha quem encontramos depois do treino descansando na areia! As meninas viram muitas tartarugas e peixes no mar enquanto estávamos nadando. Eu estava com muito medo para reparar em qualquer coisa.

Após o treino em North Shore fomos conhecer a Dole Plantation, uma das grandes atrações de Oahu, atrai mais de 1 milhão de visitantes todos os anos. O lugar é o paraíso dos abacaxis. Tem sorvete de abacaxi, suco de abacaxi, bala de abacaxi… Tudo o que você possa imaginar de abacaxi! O gosto é realmente diferente. Para os amantes de abacaxi, é um passeio imperdível.

Uma das principais atrações do lugar é o Pineaple Garden Maze. O labirinto botânico foi considerado o maior do mundo em 2008 com uma área de aproximadamente três acres (12 mil metros quadrados) contendo mais de 14 mil plantas havaianas. Foto retirada do site da Dole Plantation.

Uma das principais atrações do lugar é o Pineaple Garden Maze. O labirinto botânico foi considerado o maior do mundo em 2008 com uma área de aproximadamente três acres (12 mil metros quadrados) contendo mais de 14 mil plantas havaianas. Foto retirada do site da Dole Plantation.

Quando não estávamos treinando ou na praia, você com certeza nos acharia no Mercado Internacional de Waikiki. O lugar é como se fosse uma feira-hippie com diversos produtos feitos manualmente além de muita comida, música e diversão. A feira é uma ótima pedida para passeios noturnos com a família, namorado ou amigos.

Uma das entradas do Mercado Internacional de Waikiki.

Uma das entradas do Mercado Internacional de Waikiki.

Posso dizer que a minha primeira viagem foi uma que nunca esquecerei. As lindas praias, deliciosos restaurantes, a alegria e recepção dos Havaianos me fazem querer voltar para esse lugar que realmente deve estar além do arco-íris.

DSC_0671

Aloha Hawaii!

                                                                                                                                                                                                                                       Por Luiza Vieira.