O que fazer em Belo Horizonte – Onde comer, sair, beber e ficar em BH

Por Lucas Estevam

Acabei de chegar de uma viagem fantástica! Aliás, há tempos não fazia uma viagem onde aprendesse tanto como estes 5 dias em Minas Gerais. Eu tinha que ir pra BH comparecer a duas reuniões sobre a próxima temporada do programa, mas como nunca havia ido a Belzonte, resolvi ir antes e conhecer meió a capitar minera!

bh 3

Foto: Chegando em Confins, encontrei o Maurício do Volei que também estava indo pra BH

Sobre Belzonte: – BH nem sempre foi a capital mineira. Aliás, até sua fundação em 1897, Ouro Preto seguia como capital. Porém, com tantas influências das ideias do positivismo, a construção de BH realizou-se de maneira planejada, e hoje a cidade tem o quinto maior PIB do Brasil e é conhecida internacionalmente! Belo Horizonte foi feita no formato de um círculo, com quarteirões de formas regulares, onde uma avenida principal (chamada Av. Contorno) circulava ao redor de toda a cidade. Mas como acontece em toda grande cidade, Belo Horizonte cresceu e sua população também, ampliando cada vez mais a área da capital – que hoje tem milhões de moradores fora da área planejada.

1280px-Planta_BH

Foto: Comissão Construtora de Belo Horizonte – Public Image

Uma curiosidade – a que mais gostei, diga-se de passagem – foi descobrir que BH é a capital brasileira dos botecos! Aqui é a cidade com o maior número de botecos per capita! Por isso o famoso ditado: “Já que minas não tem mar, eu vou pro bar”.

Onde comer: 

– Restaurante Juscelino –  Com vista para a Lagoa da Pampulha, adorei os pastéis de Angu e o ambiente, além de ter tido a chance de encontrar uma amiga da época do colégio, a Carol.

BH

– Bolão – Fica aberto (praticamente) 24 horas, mas fecha algumas horas para limpeza (normalmente entre 5  e 9 da manhã);

– Fábrica do Chopp – Fica aberto também até altas horas

– Baobar – A comida é boa, com ambiente africano e temática do Senegal, porém o serviço não. Aliás, sinceramente, o serviço é bem ruim, mas se curtir comida senegalense, vale a visita.

Onde ficar: 

– Albergues: Achei três albergues bem legais na cidade:

Belo Horizonte Hostel, que fica na Rua Itatiaia, 157, bem no centro, perto de muitas coisas legais e fácil pra chegar nos lugares.

Também encontrei o Rock! and Hostel, na Rua Cristina,  1185, em Santo Antonio

E o Allbags Hostel Rua Quimberlita, 300 no bairro de Santa Teresa, um lindo bairro, boêmio e clássico, onde ainda não iniciou-se a verticalização da cidade

– Hotéis:

Sempre que viajo busco hotéis Ibis, pois gosto muito do custo-benefício da rede (principalmente do Ibis Budget). Aqui em BH, tem uma novidade, especial para quem está pela capital mineira, o Ibis Style. O Hotel da rede Accor é totalmente tematizado e pet friendly (ou seja, permite animais!), além da boa localização, na Rua Dos Guajajaras 849.

O que fazer:  

– Mineirinho – Fica aberto todos os dias para práticas esportivas das 8:00 as 18:00;

– Mineirão – Vale conhecer o estádio (verifique horários de visitação);

– Lagoa da Pampulha – A lagoa artificial fica próxima a Universidade UFMG e a Igrejinha (gostei de correr por lá);

– Igrejinha da Lagoa – Ícone da cidade;

– UFMG – Confira os festivais. Agora está rolando o festival de Inverno, creio que até o final do mês de Julho;

– Praça da Liberdade – Uma das principais praças da Cidade – e uma das mais bonitas

– Praça do Papa – Onde o Papa João Paulo II celebrou a missa Campal

– Santa Tereza – Bairro histórico e peculiar

– Praça da Savassi – Simples, bonita e interessante;

– Palácio das Artes – Lugar perfeito para encontrar cultura;

– Centro Cultural Banco do Brasil – Sempre um passeio cultural interessante;

– Parque Serra do Curral – Ótima opção pra curtir a natureza;

– Gruta da Lapinha – Excelente pra quem curte história;

bh 2

AH! E não esqueça de apreciar o Belo Horizonte desta cidade tão linda!