Um Mar Nada Gelado – Pesca com cavalos na Bélgica

Aposto que como um bom viajante, você já andou perambulando pela Bélgica (mesmo que em pensamento), mas além das tradicionais cidades visitadas como a capital Bruxelas e a linda e romântica cidade de Bruges, a Bélgica esconde segredos que nem eu sabia que existiam até descobrir minha paixão por cavalos em um local tão multicultural.

Re 4

Embora seja considerado um país gelado, a Bélgica possui praias encantadoras, e para minha surpresa, em uma delas, a poucos quilômetros da carismática cidade de Ostende, onde eu me hospedava havia a praia de Oostduinkerke que mantinha uma tradição intacta por várias gerações: A Pesca com Cavalos Gigantes! Assim que eu soube, não pude conter minha ansiedade, depois de muito pesquisar na internet, encontrei um site local com informações do horário da pesca (visite clicando aqui). Era início de agosto e a maré estava baixa, então eles sairiam as 8h da manhã para a pesca. Madrugamos, pegamos o carro e partimos para Oostduinkerke ver os cavalos, a cidade é muito pequena e não é parada de turista, ainda mais aquela hora da manhã, não havia muita gente no lugar , apenas os pescadores, alguns locais ,e os belíssimos cavalos.Indescritível minha sensação ao chegar perto daquelas criaturas lindas, de patas gigantescas e peludas, a raça dos Shire-Horses foi muito utilizada em batalhas medievais e hoje em dia essa praia é um dos únicos lugares no mundo em que ainda é conservada a tradição da pesca de camarões com esses cavalos.

Re 12

Desde criança tenho afinidade por esses animais, sou apaixonada por cavalos, passei minha infância no interior onde eu praticava equitação, e após mudar pra São Paulo quase não tive mais contato com esses magníficos animais. Normalmente os pescadores não deixam as pessoas tocarem nos cavalos, massssss como eu não sou normal eu logo encontrei um pescador com quem puxar conversa e ele me deixou conversar com a Kitty, sua lindíssima Shire-Horse, ele ia demorar para entrar com ela no mar então eu passei uma meia-hora ali hipnotizada, fazia carinho, perguntava se ela não queria fugir comigo, rs. A emoção era tanta, que embora o tempo estivesse gelado, eu não sentia frio algum. Uma das melhores coisas da minha viagem a Bélgica, foi sem dúvida as maravilhas que eu pude conhecer ao lado das pessoas que vivem lá, lógico que passei pelos pontos turísticos mas a maior parte do meu tempo foi dedicada a viver a vida local, andava de bicicleta pela cidade, experimentei os sorvetes de quase todas as sorveterias, não corria contra o tempo, não me preocupava com horários de passeios, nem com o próximo destino, apenas descobria em cada esquina as novidades e maravilhas de um país tão antigo e tão avançado, onde as pessoas são extremamente civilizadas, onde a cultura é gritante e o que não falta são coisas boas para se vivenciar.A Majestade desses cavalos me fazia lembrar dos filmes medievais que eu adorava assistir, das paisagens maravilhosas por onde eles cavalgavam, isso só me dava cada vez mais vontade de viajar.Vocês vão conseguir ver nas fotos um pouco da experiência, e quem sabe se um dia passarem pela bélgica não deixem de visitar os belíssimos Shire-Horses em Oostduinkerke. No meu instagram @rebeccabarison tem fotos e dicas sobre as minhas viagens, qualquer pergunta estou a disposição lá.

Re 11 Re 10 Re 9 Re 8 Re 7 Re 6 Re 5Re 2 Re 1Re 3

Por Rebecca Barison

 

  • Que lindo Rebeca, amei seu texto! Você descreve com tanta sutileza cada detalhe que nos faz viajar junto. Não fazia ideia desse passeio e já anotei na lista do que fazer na Bélgica. Parabéns pelo lindo relato e as fotos maravilhosas!!! Escreva mais por aqui… hehehe

    Beijo grande!