Melhores destinos da França – Mont Saint Michel e a Esperança em Tempos de Guerra

DSCN9179Foi em uma viagem de carro com a família. Tínhamos acabado de sair da Alemanha e decidimos fazer um passeio pela França, ao som de Edith Piaf – Non, Je ne regrette rien (pra entrar no clima francês rs) , passamos por várias cidades lindas, inclusive por um pomar de maças incrível, famosos por fazerem Cidra e Calvados, bebidas alcoólicas artesanais, mais fortes que a cachaça e que levanta até defunto, massss como eu não bebo (não me incriminem) , fiquei lá admirando as árvores no meio daquela paisagem recheada de flores, típica do verão na Europa, tirando o receio de algumas abelhas gigantes que tinham por lá (juro,eram enormes), dava pra sair um pouco da realidade naquele lugar, uma brisa deliciosamente fresca no rosto, com um sol maravilhoso batendo na copa das árvores. E depois da minha família ter comprado estoque de calvados para a próxima década, seguimos viagem.

Foi então que avistei ao longe , a bela silhueta do Monte Saint Michel, perdido em algum lugar na divisa entre Normandie e a Bretanha, lá estava ele, o imponente Mont-St-Michel. Para chegar lá, precisamos parar o carro em um estacionamento que fica bem longe, pegar um fretado e descer a mais ou menos 1,5km da entrada, acho que eles param longe assim pra gente ficar hipnotizado com a grandeza da abadia, parece coisa de cinema, senti uma euforia imediata pra entrar logo naquele lugar e quanto mais eu me aproximava mais parecia ser surreal. Compramos os tickets (cerca de 9 euros por pessoa) e fomos entrando pelas intermináveis escadarias. Aos pés do Monte tem uma vila que foi preservada desde a sua construção, tudo lá ou é loja de souvenir ou de comida, o lugar perfeito para você perder horas do seu dia, muita coisa legal e comidas deliciosas (afinal, é a França né), o lugar ideal pra encher a mala de lembrancinhas pra mãe, pai, vó, tia, tio, periquito, papagaio enfim, família inteira (minha mãe que o diga). Mas esse não era o foco, então fomos arrastadas por mais escadarias até chegar a Abadia, já na entrada você é surpreendido com uma vista de tirar o fôlego, alguns degraus acima, na porta da Igreja, saem os grupos de guias em vários idiomas, que você pode escolher acompanhar, ou não, eu sugiro que acompanhe pois a história que eles contam é incrível. É mais ou menos assim: Depois de 3 aparições do Arcanjo Miguel ao Bispo Aubert de Avranches, em 708, ele mandou construir no monte um santuário em honra ao Arcanjo, daí vem o nome `Mont Saint Michel´, no século X os Monges se instalaram na Abadia e a Vila foi se formando aos pés do Monte. Foi refúgio para muitos peregrinos a caminho da Terra Santa, os viajantes encontravam lá abrigo e descanso, o mais impressionante é que embora fosse apenas um monastério, durante a Guerra dos Cem Anos entre a França e a Inglaterra, o Monte resistiu a todas as tentativas da Inglaterra de tomá-lo, fortalecendo a fé e dando esperança a França, tornando-se assim um símbolo nacional. Dentre as belezas da França, o Mont St Michel está em segundo lugar perdendo somente para Paris, então se for pra lá, tire uma semana para visitá-lo, tem muita história lá dentro que eu vou deixar para você descobrir por sí mesmo, além do mais, Normandie tem lugares incríveis e cheios de aventuras para se viver.
DSCN9277 DSCN9244 DSCN9270 DSCN9166 DSCN9165 DSCN9161 DSCN9221 DSCN9214 DSCN9234 DSCN9253

Por Rebecca Barison

Clique para ouvir a Música da Edith Piaf