O que fazer em Floripa?

Quem aí curtiu o programa de hoje na Rede Família????

A gente tá adorando explorar Floripa e mostrar tudo nas telinhas desse Brasil! Pra quem não tem Rede Família em casa, dá pra assistir a gente todos os sábados às 19:30 pelo site www.redefamilia.com.br 

Agora, pra quem já viu e tá perguntando mais detalhes e dicas da Ilha da Magia, vem comigooo!!!!!

Floripa é a capital de Santa Catarina desde XX e conta com XX habitantes.

Tornou-se um destino turístico em meados dos anos 70, e  após os anos 90, referência em lifestyle, qualidade de vida e organização urbana.

Vou contar pra vocês onde nós fomos e o que tem pra fazer aqui de tãooo legal que vale SEMPRE a viagem!

Onde ficar?

Eu fiquei e recomendo o IBIS la no centro.

Avenida Rio Branco, 37 –

Florianópolis – SC

(48) 3216-0000

Diárias a partir de R$ 155 (com mais R$ 15,00 tem café-da-manhã também)!
p3Onde fomos?

– Parque da Luz

Endereço: Rua Ribeiro De Lima, s/n – Bom Retiro – São Paulo – SP
Telefone: (11) 3227 3545
p5

– Ponte Hercílio Luz

Uma das maiores pontes pênseis do mundo e a maior do Brasil.
Até a inauguração da ponte em 1926, a ligação entre a parte continental e insular de Floripa era feita por balsas.
O nome original da ponte era Ponte da Independência, porém foi mudado após a morte de seu idealizador – Hercílio Luz, em póstuma homenagem.
p4

– Teatro Alvaro de Carvalho:
Rua Marechal Guilherme, nº 26 – Centro

O Teatro Álvaro de Carvalho ou (TAC) começou a ser construído com o lançamento da pedra fundamental em 29 de julho de 1857. No começo, era chamado Teatro Santa Isabel, em homenagem à Princesa Isabel, é claro.
Porem, em 1894, o teatro passou a chamar-se Teatro Álvaro de Carvalho, em homenagem ao primeiro dramaturgo local deixando claro o rompimento na época com a monarquia extinta.

Hoje o teatro mudou totalmente seu interior e tem capacidade pra 470 poltronas. Ainda quero muito assistir uma peca aqui!
p2

– Praça XV de Novembro (fica próxima ao Mercado Público).
Aqui, a Figueira Centenária é um dos grandes mitos e ícones, seja pra turistas ou locais.
Dizem que a Figueira nasceu em 1871, num pequeno jardim circular em frente a Igreja Matriz, e em 1891 foi transplantada pra Praça XV de Novembro.
Além da ótima sombra, dizem que se você der sete voltas ao seu redor, você encontra o amor da sua vida. Será que depois dessa eu finalmente caso? 😛 rsrsr
p6– Mercado Público
Rua Conselheiro Mafra, 255 – Centro

Esse centro de comercio teve sua origem em barracas e quitandas construídas pelo governo da Capitania de Santa Catarina, no final do século XVIII.
As barracas e quitandas eram alugadas por pequenos comerciantes, e hoje, é um dos principais edifícios públicos de Floripa.O Mercado Municipal tem duas alas: a NORTE E A SUL. Elas ficam separadas bem no centro por um vão, onde acontece de tudo: venda de frutas, roupas, artesanato, pão de queijo, utensílios variados, e claro, point pra locais e turistas se encontrarem.
p1Semana que vem tem a segunda parte do meu rolê por Floripa e você NÃO pode perder!! Até sábado!!

Por Lucas Estevam