Em Casa do outro lado do mundo

alone 11

Em meu primeiro post surgiram milhões de ideias sobre o que compartilhar com  vocês sobre o solo Irlandês e minhas primeiras experiências sobre ser intercâmbista. Embora hajam paisagens exuberantes, pubs para todos os gostos e uma riqueza artística e cultural preferi começar com o que mais me surpreendeu aqui: o povo.

Quando escolhi a Irlanda, busquei encontrar nela alguma coisa que me fizesse saber que me sentiria bem nos dias difíceis, precisávamos ter um ponto de conexão. Intercambiar é uma aventura intensa demais pra você deixar que os outros te digam pra onde ir.  Essa foi uma das decisões mais importantes, entendi então que quando dizem que você precisa se identificar com o lugar estão realmente certos.

valeria

Em minha primeira viagem sozinha e para fora do Brasil uma das coisas que mais me preocupou foi a recepção, não digo apenas a recepção da família que iria me acolher para morar com eles, mas sim de toda a população local. Sites e mais sites me diziam sobre o jeito frio dos europeus, seu mau humor constante e isso só aumentava  meu medo. Alias, por mais que eu tivesse feito pesquisas nada se comparava a experiência de estar aqui. 

Os Irish são uns dos povos mais carismáticos do mundo, mesmo com dias chuvosos nada os faz perder o bom humor. Sabem reconhecer um indivíduo necessitado de ajuda a léguas e não medem esforços para que você se sinta bem. São prestativos ao ponto de te oferecerem carona para que chegue seguro e capazes de te fazer rir mesmo quando você estiver perdido.

Desde o primeiro dia fui recebida com carinho e eles estavam prontos para compartilhar comigo sua cultura. Os nativos me fizeram sentir em casa e me mostraram o quanto ainda tenho a descobrir sobre eles e sua história.

Fico pensando porque sabemos tão pouco desse povo encantador, talvez aqui seja a Terra Encantada, ou melhor, a minha Terra Encantada, talvez existam milhares de Terras encantadas por aí, talvez os encantos estejam nos detalhes ou em coisas que irão te surpreender. Talvez…

dublin

Por Valéria Reis
Dublin – Irlanda

Posts Relacionados

  • Vinicius

    Parabéns pelo primeiro post Valéria, vejo que você tem muito a nos contar sobre a Irlanda.Não conheco muito sobre o país, espero que você possa me ajudar a desvendar a cultura desse povo que te acolheu tão bem. Estou aguardando sua próxima postagem 🙂

  • Fernanda

    Que lindo! As pessoas são sempre surpreendentes mesmo. Quando fiz meu intercâmbio, mesmo que em outro lugar, essa ideia de que eles são sempre frios foi completamente tirada da minha cabeça. A gente percebe que não são como os brasileiros, mas que quando te acolhem, acolhem de verdade; se demonstram os sentimentos, é porque é verdadeiro também. Continue compartilhando sua experiência porque já quero saber mais do que tá rolando por aí 🙂 E tire proveito de tudo que puder! A experiência do intercâmbio é sempre única, e só quem foi intercambista sabe o que é haha. Beijos

  • DanD

    Escrevendo como gente grande…. 🙂

  • mayara

    Valéria, lindo post, lindo sonho virando realidade, sucesso e não pare de escrever é contagiante a emoção de se ler sobre outras culturas e suas peculiaridades.

  • FilipeL

    Parabéns pelo primeiro post!
    Fiquei surpreso em saber sobre os “Irish”, não imaginava um povo tão caloroso em terras tão frias.
    E você escreve muito bem Valéria.
    Com certeza lerei suas próximas publicações!
    Beijos.