Como os poloneses se divertem

Após o sucesso do primeiro post, agradeço a todos pelos comentários e críticas que recebi durante esta semana, além das ameaças de morte 😛 Minha intenção é apenas retratar o meu ponto de vista sobre o país e não tentar estabelecer uma verdade única.

Esta semana escreverei sobre como os Poloneses se divertem, basicamente falarei sobre Varsóvia, que é a maior cidade e onde há mais opções de entretenimento.

Durante o dia:
Se o inverno por aqui é muito frio, o verão é bastante quente e existem inúmeras opções para se divertir durante esta época do ano por aqui. Durante o verão, os Poloneses passam a maior parte do tempo fora de casa. Ou seja, vão ao trabalho pela manhã, depois se encontram com amigos no parque, seguem para uma cervejinha no bar, ou até mesmo um passeio de biclicleta pelas ciclovias da cidade. De noite, sentam-se a beira do rio Vístula (Wisla) para conversar e aproveitar o calor. Ainda no verão, são adpatadas praias artificiais à beira do rio, piscinas, etc.

lei 7

 Durante o inverno, como é difícil de sair de casa por causa da neve ou do frio, acabam voltando do trabalho o mais rápido possível, jantam em casa, assistem um filme e ficam na internet, sem vontade alguma de sair na rua. É necessário fazer algo para não entrar em depressão. Portanto ainda há lugares fechados como o Hula Kula, como se fosse um Playland da Polônia, com 30 pistas de boliche, 20 mesas de sinuca e mais uma grande variedade de brinquedos e jogos. Além disso, o local conta com um espaço para baladas. Ou seja, pode-se gastar o dia todo por lá, sem ter que “colocar o nariz na rua”.

lei 10

lei 1Durante a noite:
Há basicamente três opções de festas/baladas que Poloneses gostam por aqui:

– Festas em casa (House Parties)
– Bares/Praças
– Baladas

As festas em casa (domówka) são as mais populares entre os Poloneses. Seja por questões financeiras ou climáticas. É, de fato, mais barato, mais quente e, na minha opinião, mais divertido que qualquer outro tipo de festa. A tradição é cada um chegar com uma garrafa de Wodka na mão, colocar no freezer e segue-se a festas, com shots, baralho, conversas, músicas, etc. Já fui em festas de 5 pessoas e festas de 50. Dependendo do tamanho da festa, poucos conseguem voltar para casa devido ao alto grau etílico dos seres. 😛 Durante as tais festas, uma visita da Polícia para abaixar o volume ou acabar a festa, também é tradição. As “visitas” dos vizinhos reclamando também é considerada tradição, porém mais simples de resolver, quando os mesmos são convidados para um shot. Como também são Poloneses, geralmente aceitam e se juntam à festa. As festas em casa terminam ao ritmo de “disco polo”, que são músicas antigas e consideradas “bregas” hoje em dia, mas que, quando estão bêbados, todos cantam.

house p

Bares e praças geralmente são frequentados por hipsters. Seres que gostam de frequentar lugares considerados “cool”. É quase que uma obrigação se vestir com óculos sem lentes, ter um chapéu, um iPhone e chegar montado em uma bicicleta old school. Nestes locais, o consumo de vinho é mais apropriado. Pessoas que frequentam estes locais não gostam muito de ir à baladas. Somente sentam-se nos bares ou parques e por lá ficam a noite inteira até o amanhecer. Ter um instagram para registrar tudo isso é imprescindível. Geralmente tais locais são frequentados por pessoas da moda, arquitetos, ou pessoas que vestem uma blusa xadrez, uma boina e vão à uma cafeteria escrever um livro. 😛

lei 5

lei 9

lei 11

lei 14

lei 15

Outra modalidade de festa entre os Poloneses são as baladas. A maioria das baladas requer que as pessoas se vistam de maneira elegante. Com camisa, sapatos, blazer, etc. Seguranças costumam barrar muitas pessoas por não concordarem com as vestimentas ou simplesmente pelo ato de barrar 😛 Se você chega em um grupo de 5 homens, eles não deixarão entrar – sem dúvida. Portanto é uma boa prática, dividir os grupos entre mulhers e homens e aos poucos todos entram. A maioria das baladas não são pagas, porém tudo lá dentro é demasiado caro. As pessoas se produzem para essas baladas como se fossem a um evento em Hollywood. Nas mesas da balada, baldes com wodkas caras, whiskey, energéticos. A intenção, além de divertir é “ostentar”. Por incrível que pareça, hoje em dia, este truque ainda funciona com o público feminino local. O Brasileiro que chega entra numa balada Polonesa pela primeira vez, nota logo que as mulheres dançam de um forma não comum para nós. Ou seja, dançam de uma forma que seria considerada “vulgar” no Brasil. Já os Poloneses que lá frequentam, geralmente estão completamente bêbados, de braços abertos, olhos fechados e acreditam que estão dançando algo.

lei 3

lei 8

Caminhe em um Sábado de madrugada pelas ruas de Varsóvia, e encontrará muitas pessoas bêbadas seja saindo de uma festa em casa, seja de uma balada ou voltando de um parque ou barzinho. No final todas as tribos se encontram nos ônibus noturnos (que é outra parte da aventura) e seguem em paz para casa.

nacht

Posts Relacionados

  • Tomás Mousinho

    Tem uns brasileiros que costumam dançar a Dança da Aeromoça nessas baladas…

  • Incrivel. blogg bacana por sinal …